quem somos

O Fórum Faz Cultura é um movimento nacional, apartidário, democrático, inclusivo, plural, cooperativo, plurissetorial, que congrega a maior diversidade de profissionais da cultura possível, e tem como objetivo principal as 4 bandeiras a seguir:

  • Democratização do acesso ao fomento e ao produto cultural,

  • Maior Transparência,

  • Excelência de Gestão e Valorização do Profissional da cultura,

  • Elaboração de Políticas Públicas mais assertivas, que foquem nas necessidades de quem realmente faz cultura no país, de forma ampla, plural e diversa.

objetivos

Outros Objetivos

  • Mapear, identificar, congregar e dialogar com quem faz cultura no país;

  • Identificar as necessidades dos segmentos e profissionais da Cultura atuando para supri-las;

  • Pensar soluções, criar alternativas e propor políticas públicas mais adequadas e assertivas;

  • Fiscalizar e lutar pela transparência e moralização do uso das leis de Fomento e Incentivo Culturais;

  • Contribuir para uma gestão mais efetiva e transparente dos recursos públicos;

  • Combater a formação de carteis e práticas ilícitas;

  • Estudar e propor melhorias nos serviços públicos, principalmente os relativos à cultura;

  • Fomentar o trabalho, o respeito à carreira e aos profissionais do setor;

  • Buscar o reconhecimento e a regulamentação de atividades e profissões da área cultural;

  • Fomentar e incentivar a capacitação e desenvolvimento dos profissionais do setor, preocupando-se com a democratização e a acessibilidade a nível nacional;

  • Auxiliar no fomento e na preservação do folclore, de manifestações e da identidade cultural de cada região brasileira, assim como de todo o patrimônio cultural material e imaterial do país;

  • Preencher o vácuo, o espaço dissociativo existente entre o poder público e os profissionais da cultura, criando um canal de comunicação franco, direto e produtivo entre os órgãos gestores e aqueles que fazem cultura no país;

  • Contribuir para o aumento da integridade pública;

  • Incentivar a criação de comunidades e ambientes mais seguros e éticos;

  • Contribuir para o aumento da responsabilidade corporativa;

  • Fomentar práticas de excelência de gestão, principalmente, a existência de ações de fiscalização e segurança como compliance, auditorias, proteção de dados, etc.;

  • Garantir os Direitos Culturais dos cidadãos, entre eles, a liberdade de expressão e o direito ao acesso à cultura;

  • Auxiliar no desenvolvimento econômico, sustentável e consistente do setor cultural, e, da cultura brasileira como um todo.